Conecte-se conosco

Tocantins

Tocantins promove campanha anual contra hanseníase

Avatar

Publicado

em

Redação JM Notícia

Com o tema ‘Prevenção de Incapacidades’ a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Superintendência de Vigilância a Saúde, promove de 23 a 30 de outubro, a Campanha do Dia Estadual de Luta Contra a Hanseníase. O objetivo é alertar a sociedade sobre os sinais e sintomas da doença.

A campanha é realizada em decorrência do “Dia de Luta Contra a Hanseníase”, celebrado no Tocantins, na última sexta-feira do mês de outubro.  “Trazemos em 2020 o tema central da prevenção de incapacidades, pois diagnóstico tardio pode provocar incapacidades físicas e deformidades visíveis”, destacou a técnica da Área da Hanseníase da SES, Regina Figueiredo Teixeira.

Saiba + Dia D de vacinação contra Poliomielite acontece hoje (17) em Palmas

O diagnóstico precoce elencado por Regina é recomendado pelo Ministério da Saúde (MS), o qual reforça que o diagnóstico na fase inicial da doença elimina fontes de infecção, reduzindo e/ou minimizando os sofrimentos causados pelas incapacidades físicas que a doença pode causar.

Para promover a conscientização da população, a SES tem mobilizado os municípios para que, mesmo em tempos de pandemia, consigam levar as informações pertinentes à população que deve ser esclarecida.

Situação Epidemiológica

O Estado do Tocantins é considerado hiperendêmico, conforme os parâmetros do MS, ocupando o 2º lugar no ranking nacional de maior número de casos no país, inclusive em pacientes menores de 15 anos, perdendo apenas para o estado do Mato Grosso.

Saiba + Campanha de vacinação contra a poliomielite inicia amanhã (6) em Palmas

Em 2019, o Tocantins registrou 1.529 casos da doença e 650 até setembro de 2020.

Sintomas

Os principais sintomas da hanseníase são: manchas esbranquiçadas ou avermelhadas na pele com perda ou diminuição de sensibilidade ao calor, à dor e ao tato; placas ou caroços em qualquer parte do corpo; e diminuição da força muscular das mãos, pés e face.

Tratamento

O Sistema Único e Saúde (SUS) oferece gratuitamente a medicação para o tratamento, que dura em torno de seis a 12 meses.

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo13 horas atrás

Juiz cita ‘discriminação religiosa’ e nega pedido para afastar secretário responsável por Lei Rouanet

“É um claro ato de discriminação religiosa, como bem ressaltou o juiz Itagiba Catta Preta”, afirmou.

Brasil/Mundo14 horas atrás

Ex-secretário de Comunicação é acusado de mentir na CPI da Pandemia

Renan Calheiros chegou a pedir a prisão em flagrante de Wajngarten, que falava na condição de testemunha

Brasil/Mundo14 horas atrás

Prouni: estudantes têm até hoje (13) para entregar documentos e não perder a vaga

Documentação precisa ser apresentada à instituição de ensino a qual o candidato pretende estudar

Brasil/Mundo1 dia atrás

Presidente de Convenção dispara criticas contra pastor por ordenar mulheres ao pastorado

A igreja criticada por JD Greear é a igreja fundada pelo pastor Rick e Kay Warren

Brasil/Mundo2 dias atrás

Líderes negros denunciam racismo sistêmico na principal clínica de aborto dos EUA

Democratas e republicanos assinam o documento que mostra que mais negros são mortos pelo aborto, mesmo sendo minoria no país

Brasil/Mundo2 dias atrás

Hamas ataca Israel com mais de 1.000 foguetes e cria caos em várias cidades

Conflitos geraram várias mortes de israelenses e de palestinos e aumentam a tensão entre os países do Oriente Médio

Brasil/Mundo2 dias atrás

Em Curitiba, Marcha para Jesus acontecerá no próximo sábado (15) em formato de carreata

O grupo entregou ao prefeito a camiseta da marcha que neste ano tem como tema o versículo bíblico “Agora, pois,...

Brasil/Mundo3 dias atrás

Sugestão Legislativa quer tornar crime ensino da ideologia de gênero nas escolas

Senadores devem discutir se a sugestão é constitucional

Brasil/Mundo3 dias atrás

Hamas lança foguetes contra Israel que revida

País respondeu com ataques aéreos em Gaza e há pelo menos 20 mortos entre os palestinos,

Brasil/Mundo3 dias atrás

Pastor diz que “igreja brasileira deixou de ser preparada para a perseguição”

Para o pastor Geremias Coutro, é necessário que a igreja volte a tratar do assunto com a máxima urgência.

Publicidade