Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Trump: Fé cristã tem sido tratada de forma injusta durante a pandemia

Publicado

em

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse no sábado (18) que espera que, durante o Ramadã, os muçulmanos sigam mesmos padrões de distanciamento social que os cristãos na Páscoa, o que impediu a realização de reuniões presenciais.

A afirmação de Trump surgiu quando foi perguntado sobre o post de um comentarista conservador no Twitter, que questionou se os muçulmanos seriam tratados com a mesma severidade que os cristãos caso violem as regras de distanciamento social.

“Eu diria que pode haver uma diferença”, disse Trump em sua coletiva de imprensa diária sobre o coronavírus. “E teremos que ver o que vai acontecer. Porque vi uma grande disparidade neste país”.

“Eles vão atrás de igrejas cristãs, mas não tendem a ir atrás de mesquitas”, disse ele.

O Ramadã, que começa ao pôr do sol na quinta-feira (23), acontece uma semana e meia após a Páscoa, quando alguns cristãos nos EUA desrespeitaram os regulamentos de saúde pública e fizeram cultos presenciais.

Questionado se ele achava que os imãs (líderes islâmicos) se recusariam a seguir as ordens de distanciamento social, Trump respondeu: “Não, eu não acho isso”.

“Sou alguém que acredita na fé. E não importa qual é a sua fé. Mas nossos políticos parecem tratar crenças diferentes de maneira muito diferente”, opinou.

Mais 820 mil casos de coronavírus foram registrados até esta terça (21) nos EUA, forçando as comunidades religiosas de todo o país a fecharem suas portas.

A Sociedade Islâmica da América do Norte, juntamente com especialistas médicos muçulmanos, pediu a suspensão das orações em grupo, entre outras reuniões.

Os judeus americanos também foram forçados a transformar o tradicional sêder da Páscoa em encontros virtuais quando o feriado de oito dias começou no pôr do sol de 8 de abril.

Medidas semelhantes foram adotadas pela maioria das igrejas dos EUA, que encontraram como alternativa os chamados “cultos drive-in”. Por outro lado, alguns pastores foram detidos por ignorar as regras de distanciamento social.

Pastores de duas mega-igrejas na Flórida e na Louisiana foram presos sob acusação de desrespeitar  as ordens de isolamento social.

“A fé cristã é tratada de maneira muito diferente do que era, e acho que é tratada de maneira muito injusta”, acrescentou Trump no sábado.

(Com Guiame)

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo2 horas atrás

ADENOM se prepara para realizar a 13ª Conferência de Avivamento e Missões em Novo México – Vila Velha

A Igreja fica na rua Rosa de Ouro, número 470- em frente a praça do bairro.

Brasil/Mundo5 horas atrás

Sisu 2021.2: inscrições começam nessa terça (03)

Programa disponibiliza vagas de graduação em universidades públicas

Brasil/Mundo11 horas atrás

Manifestação pelo voto impresso lota Avenida Paulista

O deputado federal Eduardo Bolsonaro esteve no evento e falou ssobre a perseguição política contra conservadores; Assista

Brasil/Mundo3 dias atrás

ANAJURE defende liberdade do colégio batista notificado por vídeo contra a ideologia de gênero

"O vídeo em questão, ainda que expresse discordância quanto às teorias de gênero, não estimula qualquer conduta discriminatória", diz a...

Brasil/Mundo3 dias atrás

Livro infantil enfrenta a ideologia de gênero: “Elefantes não são pássaros”

"O livro é uma repreensão absoluta à aceitação da transexualidade e ao número crescente de jovens que se identificam como...

Brasil/Mundo3 dias atrás

Cursos profissionalizantes são aliados na busca pelo emprego

Evento on-line e gratuito vai debater a educação profissionalizante

Brasil/Mundo4 dias atrás

Pandemia afetou o comportamento de responsáveis por crianças de até três anos em famílias de classe D

Isolamento e crise financeira trouxeram efeitos perversos da desigualdade nas classes mais baixas

Brasil/Mundo4 dias atrás

Bolsa Família pode ter reajuste de 50% ou mais, diz ministro

Valores passarão a ser pagos a partir de novembro

Brasil/Mundo4 dias atrás

“O povo vai reagir em 2022 se não tivermos uma eleição democrática”, diz Bolsonaro

O presidente tem defendido a aprovação do projeto de lei pelo voto impresso auditável

Brasil/Mundo5 dias atrás

Lei do Superendividamento favorece negociação e cobrança humanizada

Início das multas no contexto da Lei Geral de Proteção de Dados também deve frear a oferta de crédito a...