Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

URGENTE: Ex-deputado estadual é preso durante operação da PF que investiga esquema de fraude

Publicado

em

Da redação JM

Polícia Federal faz operação contra fraudes no Incra — Foto: Reprodução

O superintendente do Incra e ex-deputado estadual, Carlos Alberto da Costa, conhecido como Carlão da Saneatins, foi preso na manhã desta quarta-feira (19), durante operação da Polícia Federal, em Palmas. Esta é a segunda fase da operação Nudae, que começou no dia 31 de agosto desse ano e que investiga um esquema de fraude e desvios de recursos públicos no Incra.

A Polícia Federal informou que, além do mandado de prisão preventiva contra o superintendente do Incra, cumpriu também dois mandados de busca e apreensão: um na casa de Carlão e outro na sede do órgão em Palmas.

A primeira fase da operação Nudae culminou no afastamento do superintendete do Incra do cargo, de forma provisória.

Na época, Carlão da Saneatins afirmou que não participou de qualquer atividade ilícita e garantiu que vai contribuir com as investigações. Disse ainda que as contratações foram feitas antes de assumir a superintendência do Incra no Tocantins, em gestões anteriores.

Costa ficou proibido de entrar no Instituto e nas entidades de assistência técnica no Estado, por determinação da Justiça Federal.

Segundo a PF, a investigação teve início após o inquérito policial instaurado em abril de 2016, quando foi observado um esquema de fraude na seleção de empresas contratadas para prestar assistência técnica e extensão rural (ATER) por meio de uma chamada pública – quando há a publicação de um edital para contratar obras e serviços públicos.

O pedido de afastamento do superintendente foi feito pelo Ministério Público Federal após a investigação da PF. A suspeita era que havia um suposto esquema envolvendo o superintendente regional, fiscais de contratos e representantes das empresas contratadas. Segundo o MPF, a finalidade era realizar pagamentos por serviços de assistência técnica que não haviam sido efetivamente executados.

Com informações G1

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo2 dias atrás

ANAJURE defende liberdade do colégio batista notificado por vídeo contra a ideologia de gênero

"O vídeo em questão, ainda que expresse discordância quanto às teorias de gênero, não estimula qualquer conduta discriminatória", diz a...

Brasil/Mundo2 dias atrás

Livro infantil enfrenta a ideologia de gênero: “Elefantes não são pássaros”

"O livro é uma repreensão absoluta à aceitação da transexualidade e ao número crescente de jovens que se identificam como...

Brasil/Mundo2 dias atrás

Cursos profissionalizantes são aliados na busca pelo emprego

Evento on-line e gratuito vai debater a educação profissionalizante

Brasil/Mundo3 dias atrás

Pandemia afetou o comportamento de responsáveis por crianças de até três anos em famílias de classe D

Isolamento e crise financeira trouxeram efeitos perversos da desigualdade nas classes mais baixas

Brasil/Mundo3 dias atrás

Bolsa Família pode ter reajuste de 50% ou mais, diz ministro

Valores passarão a ser pagos a partir de novembro

Brasil/Mundo3 dias atrás

“O povo vai reagir em 2022 se não tivermos uma eleição democrática”, diz Bolsonaro

O presidente tem defendido a aprovação do projeto de lei pelo voto impresso auditável

Brasil/Mundo4 dias atrás

Lei do Superendividamento favorece negociação e cobrança humanizada

Início das multas no contexto da Lei Geral de Proteção de Dados também deve frear a oferta de crédito a...

Brasil/Mundo4 dias atrás

Brasil ultrapassa marca de 60% da população vacinada com primeira dose contra Covid-19

São mais de 96 milhões de pessoas, das 160 milhões com mais de 18 anos, que receberam a primeira dose...

Brasil/Mundo5 dias atrás

Olimpíadas de Tóquio têm medalhas feitas por designer japonês

Junichi Kawanishi foi o vencedor de um concurso com 400 participantes

Brasil/Mundo6 dias atrás

Entidades e mais de 50 juristas assinam carta em defesa da indicação de André Mendonça ao STF

Texto mostra que um jurista evangélico também pode assumir uma cadeira na Suprema Corte