Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Vereador Léo Barbosa pode assumir presidência da Câmara de Palmas

Publicado

em

Da Redação JM Notícia

Léo Barbosa (SD), vice-presidente da Câmara de Palmas

O vice-presidente da Câmara de Palmas, vereador Léo Barbosa (SD) poderá assumir à presidência da Casa de Leis nos próximos dias devido ao pedido de prisão temporária feito contra o vereador Folha Filho (PSD), presidente da Câmara, por ocasião da nova fase da  Operação Jogo Limpo que investiga o desvio de  dinheiro da Prefeitura de Palmas através da realização de convênios entre entidades do terceiro setor e a Fundação de Esportes e Lazer de Palmas (Fundesportes) e a Secretaria de Governo e Relações Institucionais (Seagri) para o pagamento de gastos com campanhas eleitorais de 2014. O prejuízo aos cofres públicos foi de R$ 7 milhões.

O vereador Folha Filho ainda não foi localizado e é considerado foragido da justiça. Ao JM Notícia, Léo Barbosa (SD) afirmou que está no interior do Estado e que tomou conhecimento da operação por meio da imprensa: “Vou me inteirar sobre o que está acontecendo e somente depois disso que irei me manifestar”, disse Barbosa.

Pedido de prisões

A Delegacia de Repressão a Crimes de Maior Potencial Contra a Administração Pública (Dracma) já tinha cumprindo ainda pela manhã desta sexta-feira (03) 22 dos 24 mandados de prisão temporária expedidos nesta segunda fase da investigação. O vereador Rogério Freitas (MDB) e o ex-parlamentar Waldson da Agesp já foram detidos. O vereador Major Negreiros (PSB)ainda não foi localizado pela Polícia Civil.

O delegado Guilherme Rocha Martins, que está à frente da Operação Jogo Limpo afirmou que “Já a comprovação de recursos ilícitos depositados em contas de cabos eleitorais e militantes políticos”, disse o delegado.

PUBLICIDADE